top of page

 

O Fórum Global sobre Refugiados realiza sessões a cada quatro anos, quando governos e diferentes atores governamentais e não-governamentais assumem compromissos públicos de apoio à população refugiada. Em 2023, o Fórum Empresas com Refugiados encorajou a participação de seus integrantes neste movimento global para apresentação de compromissos concretos de inclusão socioeconômica de pessoas que foram forçadas a se deslocar. Essas pledges, com metas até 2027, são mais uma oportunidade para empresas e organizações oferecerem oportunidades de recomeço e inserção laboral a pessoas refugiadas no Brasil.

Compromissos apresentados no Fórum Global sobre Refugiados 

A.C.Camargo Cancer Center

 

Até 2027, ter 2% dos profissionais representados por pessoas refugiadas e migrantes. Para isso, são necessárias 53 novas contratações, alcançando 70 postos de trabalho. Saiba mais sobre o engajamento da empresa neste link.

 

Accor

 

Contratar, até dezembro de 2027, 280 pessoas refugiadas e oferecer treinamentos de hospitalidade para 600 pessoas refugiadas. Saiba mais sobre o engajamento da empresa neste link.

Belgo Arames

Promover programas de treinamento focados em processos de recrutamento, direitos e deveres (legislação trabalhista) e cultura nacional para facilitar a empregabilidade de 400 pessoas refugiadas.

Blanver


Em 2024, irá capacitar três profissionais refugiados com treinamentos para desenvolvimento pessoal ou de carreira.

 

BRF

 

Até final de 2027, oferecer aulas de português para 500 pessoas refugiadas e migrantes e contratar cerca de 400  pessoas refugiadas e migrantes com o apoio do ACNUR, de governos e associações brasileiras. Saiba mais sobre o engajamento da empresa neste link.

CIEE


Capacitar 1000 pessoas refugiadas, até final de 2027, para promover sua integração no mercado de trabalho, por meio de oficinas e ações de desenvolvimento de habilidades.

Construtora Tenda

Ter 10% de seus trabalhadores(as) no canteiro de obras compostos por pessoas refugiadas até o final de 2025. Para este objetivo, são necessárias cerca de 100 novas contratações, alcançando o número total de 200 postos de trabalho para pessoas refugiadas. 

EMFLORA

A Emflora está comprometida em contratar, mensalmente, 30 novos colaboradores refugiados venezuelanos. Reforçando esse compromisso, anunciamos a contratação de uma Assistente de Desenvolvimento Humano e Organizacional (DHO), venezuelana, para atuar em Boa Vista-RR.

ESPRO – Ensino Social Profissionalizante

 

Capacitar, por meio do projeto Formação para o Mundo do Trabalho, 400 adolescentes e jovens refugiados até dezembro de 2027.

Sistema FIEP

O programa Indústria Acolhedora do Sistema FIEP tem como objetivo proporcionar a inserção socioeconômica de pessoas refugiadas e migrantes no setor industrial do estado do Paraná. A inciativa será realizada por meio da oferta de capacitações profissionais e suporte ao setor privado, facilitando a contratação e a inclusão dessas pessoas no ambiente de trabalho. A meta é atender 600 pessoas nos próximos anos.

Foundever
 

Contratar 400 pessoas refugiadas até 2027, alcançando mil pessoas refugiadas no quadro de colaboradores da empresa. Saiba mais sobre o engajamento da empresa neste link.

Foxtime

Até o final de 2027, capacitar 720 pessoas refugiadas por meio de workshops e treinamentos voltados à inserção ao mercado de trabalho. Saiba mais sobre o engajamento da empresa neste link.

Grupo Mulheres do Brasil

 

Capacitar 80 pessoas refugiadas até o final de 2024, por meio de treinamentos para o trabalho, aumentando a empregabilidade e desenvolvendo empreendedores refugiados.

Holiday Inn Manaus


Ter 7% de pessoas refugiadas no quadro de funcionários  e fornecer ou apoiar cursos relacionados à profissão na hotelaria para pessoas refugiadas, capacitando 40 pessoas até 2027.

Hospital Albert Einstein

Até 2027, aumentar em 20% a contratação de pessoas refugiadas em seu quadro de funcionários. Além disso, se compromete a apoiar a qualificação profissional de 50 pessoas refugiadas. Saiba mais sobre o engajamento da empresa neste link.

Lingopass
 

Capacitar pelo menos 10.000 pessoas refugiadas até 2027, por meio de cursos de português on-line e programas de treinamento e workshops para aprimorar suas habilidades profissionais.

MJ Alves, Burle e Viana Advogados

Apoiar o desenvolvimento de iniciativas de formação e especialização de cerca de 20 pessoas refugiadas em 2024, além de atuar no cenário político-administrativo para estimular a formação de políticas públicas integrativas, visando à a inserção no mercado de trabalho e o empreendedorismo por parte de refugiados.

Nurap - Núcleo de Aprendizagem Profissional e Assistência Social

Capacitar e apoiar no desenvolvimento de 280 jovens refugiados e migrantes até o final de 2027, sendo capacitações para o mercado de trabalho, desenvolvimento de jovem aprendiz já contratados e treinamento em áreas como gastronomia, estética, desenvolvimento pessoal, entre outros.

Vagas
 

Promover treinamento, por meio de workshops, a cerca de 400 pessoas refugiadas até o final de 2027, ensinando-as a criar um currículo no Vagas.com e aumentando suas chances de encontrar um emprego em empresas brasileiras. Saiba mais sobre o engajamento da empresa neste link.

VVolunteer

Apoiar 500 pessoas refugiadas até 2027 no Brasil e aumentar de 20 mil para 25 mil membros sua comunidade (de voluntários, doadores e organizações parceiras). Além disso, pretendem sensibilizar e capacitar 50 empresas e instituições de ensino sobre a causa e o Fórum Empresas com Refugiados.

Outras organizações:

Banco Pérola

Beneficiar 200 empreendedores refugiados em todo o país com concessão de microcrédito até final de 2027.

bottom of page